• Baby Passinho

Dia Nacional do Livro Infantil – Dicas de leiturinhas


Hoje, Dia 18 de abril é comemorado o Dia Nacional do Livro Infantil. Essa data foi escolhida para homenagear o escritor Monteiro Lobato. Sabemos que a leitura proporciona aos pequenos uma viagem ao mundo de fantasias, o que ajuda na criatividade e aguça a curiosidade da criança. Além disso, se descobrem novas palavras, pessoas, lugares e reforça o vínculo familiar. Por isso, é muito importante os pais incentivarem os seus filhos a leitura. Deixaremos aqui 8 dicas de Leitura Infantil Brasileira, Confira:


1º - História do mundo para as crianças – Monteiro Lobato Dona Benta, é uma senhora de muita leitura. É ela quem faz, para as crianças do Sítio, um apanhado da evolução da humanidade, um pouquinho cada noite. Desde os seus comecinhos, nas cavernas, até a bomba atômica de Hiroshima, a história do mundo é relatada como um verdadeiro romance.

2º - O menino Maluquinho – Ziraldo É quase impossível ser brasileiro e nunca ter ouvido falar sobre o Menino Maluquinho ou sobre o autor Ziraldo. O personagem está presente em tirinhas, filmes e na televisão. Tudo começou com o livro, publicado em 1980, que conquistou milhares de crianças e adultos com as ideias mirabolantes do menino com a panela na cabeça.

3º - Turma da Mônica – Maurício de Sousa Produções A Turma da Mônica, criação de Maurício de Sousa, já faz parte do imaginário coletivo brasileiro. Baseado em seus amigos de infância e família, Maurício de Sousa criou a turminha mais amada do Brasil, que faz sucesso e encanta crianças e adultos há mais de 50 anos. Além de inúmeros gibis, a Turma da Mônica também conta com HQs mais sérias, livros, filmes, animações, jogos e muito mais. Presente também em diversos países é impossível falar de literatura infantil brasileira sem citar a turminha.

4º - A História dos Pingos – Mary França e Eliardo França A História dos Pingos conta como foi a criação dos personagens Pingo-de-Mar, Pingo-de-Céu, Pingo-de-Fogo, Pingo-de-Ouro, Pingo-de-Sol, Pingo-de-Flor e Pingo-de-Lua. Nesse livro, Mary e Eliardo França mostram uma ótima forma de ensinar cores, ética e sentimentos para as crianças com uma linguagem leve e que marcou diversas gerações.

5º Bisa Bia, Bisa Bel – Ana Maria Machado Desde seu lançamento original, em 1981, “Bisa Bia, Bisa Bel” já vendeu cerca de meio milhão de exemplares por todo o mundo, com traduções e lançamentos em outros cinco países. Ganhador de diversos prêmios, o livro levou também Selo de Ouro da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil, a honra que apenas o melhor livro juvenil do ano leva. Bisa Bia, Bisa Bel é com certeza um dos maiores clássicos da literatura infantil brasileira. Segundo a autora o livro foi escrito para contar sobre a saudade que sentia dos seus avós. Na história, uma menina chamada Isabel – a Bel -, convive tanto com sua bisavó bisa Bia quanto com a sua futura bisneta, a neta Beta.

6º - O Fantástico Mistério de Feiurinha – Pedro Bandeira Lançado em 1986, O Fantástico Mistério de Feiurinha conta a história de uma princesa desaparecida, que dá nome ao livro. A história foi criada por Pedro Bandeira e foge da ideia convencional de contos de fada e do “felizes para sempre”. A busca pela princesa perdida é organizada por Branca de Neve e outras princesas, que são todas cunhadas por casarem com príncipes da família Encantado. O problema encontrado pelas princesas é grande: Feiurinha estava desaparecida por não ter livro, nem história e muito menos um autor, ou seja, faltava a história ser escrita. E com essa missão, a aventura envolvente começa!

7º - Marcelo, Marmelo, Martelo e Outras Histórias – Ruth Rocha Escrito por Ruth Rocha, Marcelo, Marmelo, Martelo e Outras Histórias conta divertidas histórias do cotidiano. Marcelo, que dá nome ao livro, cria palavras novas, enquanto Terezinha e Gabriela descobrem a importância das diferenças e Carlos Alberto percebe que não tem nada sem seus amigos. Um livro leve e divertido, Marcelo, Marmelo, Martelo foi lançado em 1976 e é recomendado para crianças a partir de oito anos.

8º Chapeuzinho Amarelo – Chico Buarque e Ziraldo Lançado em 1970 e relançado em 1979, Chapeuzinho Amarelo conta a história de uma garota que, de tanto medo que sentia, era amarela. O livro foi escrito pelo músico, compositor e autor Chico Buarque, com ilustrações feitas por Ziraldo. A história fala sobre medo, ansiedade, brincadeiras, poesia e muito mais, o que pode gerar um bom ponto de conversa sobre os medos das crianças. As rimas de Chico embalam toda a história com suavidade e humor. O livro ganhou, em 1998, o prêmio Jabuti e recebeu o selo Altamente Recomendável Para Crianças, cedido pela Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil.

Fonte: Blog Abaratadizquetem



32 visualizações

Insitucional

Sobre Nós

Nossa História

Missão, Visão e Valores

Estrutura

Níveis

Berçário

Infantil

Endereço

Av. Dr. Carlos de Moraes Barros, 726 

 Vila Campesina, Osasco

Telefone: 11 2359-5694

  • YouTube - White Circle

© 2020 produzido por Oreo Consultoria em Marketing

Aprovação Vigilância Sanitária CEVS:  353440 10 851 001302-0-6
Berçário- Registo do MEC 35-565556
Ed. Infantil – Registro do MEC 35-565568